segunda-feira, 28 de junho de 2010

Gosto de músicas longas - Faroeste Caboclo (Legião Urbana), Jesus of Suborbia (Green Day), Science and Religion (Hans Zimmer) - uma nacional, uma internacional, e uma instrumental, hehe.

Gosto de música que parece que vai acabar. Cold Desert, do Kings of Leon é muito, muito linda. E, quando "acaba" a primeira vez, ele volta cantando baixinho e o som vai aumentando. Uma vez eu ouvi essa parte no último volume (no fone) para perceber o quanto aumenta - quase fiquei surda.
Outro dia eu estava distraída ouvindo um CD que meu professor de dança me emprestou, e tinha uma música muito bonita com piano, e parecia que acabava e voltava de novo... depois eu percebi que o CD tava ralado... Mas tem a mesma música em outro CD e, realmente, tem umas 4 pausas e vai ficando cada vez melhor...

Música cujo título é apenas um número: 505 (Arctic Monkeys), 503 (Hans Zimmer), 17 (Kings of Leon), 22 (Lily Allen), 1997 (Hateen), 1973 (James Blunt), 1 2 3 4 (Feist).

Ou um nome: Raphael (Carla Bruni) Fátima, Natasha (Capital Inicial), Renata (Tihuanna), Christine (Ben Jelen).
Ou um pouco mais que um nome: Eduardo e Mônica (Legião Urbana), Mariana foi pro mar (Ira!), La Valse d'Amelie (Yann Tiersen)

Músicas com nome grande, como Lying is the most fun a girl can have without taking her clothes off, uma das minhas músicas preferidas do Panic At The Disco.

Ou apenas uma palavra como título, mas aí são inúmeras. Ódio, Lama e Imperecível são músicas da mesma banda (Luxúria), e eu gosto das três.

Músicas "fofas" que têm palavrão também são interessantes. Como Fuck You, da Lily Allen, que é bem alegrinha. Quem não sabe o que é e vê o clipe vai achar que ela tá cantando uma coisa bem bonitinha, quando, na verdade, ela tá mandado o cara se #@%&*!
Oops, desculpe se decepcionei alguém... creio que não.

Um comentário:

  1. Gostei dessas classificações que vc fez! O texto ficou interessante!

    ResponderExcluir