quarta-feira, 23 de março de 2011

O sonho ridículo da minha prima

Minha prima me contou um sonho que, pelo amor de Deus, bizarríssimo.

Como não fui eu que sonhei, eu posso não saber de alguma coisa, mas eu vou contar, do meu jeito, o que ela me falou.
Eu disse para ela escrever e colocar no blog, senão eu contaria e seria pior pra ela, mas ela não fez isso, então...

Há sonhos que podem parecer reais, mas há sonhos que simplesmente não podem ser reais.
Ela sonhou que estava sendo perseguida. Até aí tudo bem... Mas ela teve a coragem de me falar, de falar para alguém, que quem a estava perseguindo era, ninguém mais, ninguém menos do que, A Feiticeira Branca, isso mesmo, das Crônicas de Nárnia.
E não para por aí... a Feiticeira Branca estava por aqui, andando pela cidade, perseguindo a minha prima, que não é uma dos quatro Reis e Rainhas de Nárnia, que não tem nada de especial (ops, brincadeira), de trenó.
Sim, ela estava por aí, toda branca, andando pelo asfalto de trenó. E o melhor da história: as renas. O que puxava o trenó não eram renas, eram burros! Adorei, sério, eu ri quando ela me contou.
Os anões, que servem a Feiticeira também são uma boa parte. Eram dois dos nossos tios, que são altos, e simplesmente viraram anões no sonho dela. Vai entender...

Por fim, ela estava se escondendo da Feiticeira e tinha que ficar em algum lugar, precisava de ajuda. Adivinha quem a escondeu? Eu, é claro. Tinha que ter eu nessa história, né. Ela teve a cara de pau de me colocar nesse sonho. Disse-me que eu a escondi na minha casa, atrás do sofá.
Mas os sofás na minha sala ficam encostados na parede, então para entrar atrás do sofá seria preciso afastá-lo. Ou seja, se a feiticeira Branca entrasse na minha casa, procurando pela minha prima, que estava atrás do sofá, seria superfácil encontrá-la.
Agora vamos procurar num livro sobre os significados dos sonhos e ver o que isso significa... Até parece que isso quer dizer algum coisa, um sonho inútil desse.
(voz de Sibila Trelawney)”Você está correndo grande perigo... Pessoas da sua família vão se voltar para o Mal...”

Ah, sim, esqueci. Ela comentou esse sonho até com meu pai e ele respondeu “Esse é o tipo de sonho que todo mundo tem, mas a gente não costuma contar, não.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário